Red Bull Air Race World Championship

Red Bull Air Race World Championship

Balazs Gardi | Red Bull Content Pool

A AÇÃO ESTÁ DE VOLTA A SAN DIEGO

Tal como o Porto, a cidade norte-americana de San Diego regressou este ano ao calendário oficial da Red Bull Air Race World Championship, depois de uma ausência de oito anos. Na costa do Pacífico é esperada uma etapa muito competitiva, depois das surpresas na primeira corrida do ano. O encontro está marcado para o fim-de-semana de 15 e 16 de abril.

A par do Porto, este é um dos grandes regressos de 2017 – San Diego prepara-se para receber, nos dias 15 e 16 de abril, a segunda etapa da Red Bull Air Race World Championship. O cenário continua a ser a baía que foi palco da competição durante três anos seguidos, uma presença que terminou em 2009. Nestes últimos oito anos assistimos a uma tremenda evolução tecnológica na corrida, que se desenvolve a mais de 370 km/hora contornando uma sucessão de pilares e pórticos insufláveis debaixo de forças gravitacionais de até 12G. Os próprios aviões estão mais afinados do que nunca.

Situada junto ao Pacífico, a apenas alguns quilómetros do México, San Diego possui condições únicas para o desporto aéreo e uma longa tradição onde se destaca a famosa escola naval donde têm saído sucessivas gerações de pilotos “Top Gun”.

Todas as equipas têm a plena noção de que o piloto que vencer a segunda corrida da época pode mesmo ser o próximo campeão: foi isso que aconteceu no ano passado com o alemão Matthias Dolderer, que se instalou na liderança a partir da segunda corrida e acabou por ser coroado Campeão do Mundo. Na abertura do mundial em Abu Dhabi, em fevereiro passado, o checo Martin Šonka superou Dolderer e a restante concorrência para chegar à primeira vitória da sua carreira. Nessa mesma corrida, o espanhol Juan Velarde fez também história ao subir pela primeira vez ao pódio. Do ponto de vista desportivo há ainda que ter em conta os pilotos locais Kirby Chambliss e Michael Goulian. Chambliss é um antigo Campeão do Mundo que já subiu por duas vezes ao pódio em San Diego. Já o francês Nicolas Ivanoff foi o último a vencer aqui, em 2009. Outro piloto a reter é o australiano Matt Hall, um antigo Top Gun que estreia nos Estados Unidos um novo avião.

“Estamos impacientes para a corrida começar – tem uma localização fantástica mesmo em frente à cidade,” afirmou Steve Jones, antigo piloto da Red Bull Air Race (o primeiro a vencer no Porto em 2007) e atual Diretor da Corrida. “O traçado é muito parecido com Abu Dhabi em termos de manobras e curvas. Vai ser uma grande corrida!.”

Toda a ação em San Diego é transmitida em direto na Red Bull TV, a partir da meia noite do dia 16 de abril em https://www.redbull.tv/live/AP-1Q6TSWPKN1W11/red-bull-air-race.

A época de 2017 da Red Bull Air Race World Championship é composta por 8 corridas, regressando a Portugal nos dias 2 e 3 de setembro.

MAIS INFORMAÇÕES:
www.redbullairrace.com
www.redbull.pt

(Por Freelance Comunicação)